Último post do ano, Único post do semestre.

Cuspido por Sbrabues quinta-feira, 29 de dezembro de 2011 2 enxeções de saco

Foram o que!? 7 meses sem postar né!? Pois é.

Motivo de ter parado? Preguiça minha.

Música do post? The Cheyenne Line

Eu costumava dizer mais em meus posts, mas o motivo de eu não ficar mais falando tanto é quase o mesmo motivo de eu ter preguiça de escrever aqui no SV.

Como eu não tenho muita coisa pra fazer nesses últimos dias resolvi voltar a postar até quando eu cansar denovo de postar. Vai ficar assim agora pelo menos. Postarei quando eu tiver vontade.

Nesse Natal passei por uma experiência bem interessante. Inicialmente gostei bastante da ideia.
Numa certa noite fui jantar com meu pai e ele me contou sobre a proposta da família de começar a reduzir o número de presentes de Natal. Alguma coisa assim, ficou meio confuso da forma que ele me explicou, mas na essência era fazer com que o espírito de Natal, ficasse mais visível do que os presentes.

Essa de que no Natal devemos nos lembrar de Jesus é comédia né? Quem não acredita em Jesus comemora Natal e quem acredita em Jesus acha que ele realmente nasceu dia 25. De qualquer forma são poucos cristãos de verdade que deixam o materialismo do Natal de lado para louvar o seu Senhor. Sinceramente, uma coisa que o Natal passa longe de ser na minha opinião, é um evento cristão.

Dito isso, OK. Então o Natal desse ano seria algo mais FAMILIAR e menos MATERIALI$TA. Que eu soubesse só teria um amigo oculto dos primos e só. Se cada pai quisesse dava um presente para seus filhos e pronto.
Houveram algumas discórdias por alguns da família mas nada que anulasse aquilo que eu imaginava.
Então providenciei o presente do meu amigo oculto e pronto. "Estou pronto pro Natal".

Na noite de Natal, dia 24, eu entro na sala e vejo mais presentes que no Natal do ano passado. Achei estranho pois para mim ainda tinha aquela história de poucos presentes, materialismo de lado, fraternidade for the win e coisas do tipo. Perguntei pro meu pai se aquilo que ele tinha me dito ainda estava de pé. Ele estava meio desconcertado porque também parecia estar surpreendido com tudo aquilo. Deixei de lado a "surpresa" mas mesmo assim fiquei refletindo sobre isso durante a noite.
Perto da meia noite a família se reuniu para rezar e lembrar do menino Jesus, falar um pouco sobre si, parabenizar um familiar, dizer como foi o ano e tudo.
ERA ISSO QUE EU ESPERAVA.
Por mim a noite poderia ser só isso. Eu imaginava que a proposta desse Natal era ser mais assim. Abraços, confissões, sorrisos, sem presentes.
Mas tudo bem, foi um bom momento mas logo depois era a hora de entregar os presentes. Primeiro foi o amigo oculto e depois a entrega dos presentes.
Reparei como é impressionante a reação das pessoas e como elas ficam após receberem presentes. Elas mudam completamente o modo de te tratar depois de um presente aberto. Você abraça, beija, conta piada, sorri, conta da sua vida se entrega e ela continua normal. Mas quando abre um presente de marca você é bem tratado por alguns segundos e depois a pessoa sai mostrando seu presente para todos.
O mais estranho é que todos se empolgam com o presente dos outros. É tipo um: " não é meu mas gostaria muito de ter ganhado", "Olha fulano, já viu que chique o que ciclano ganhou?"

Eu decidi então não abrir nenhum presente meu. NADA. Iria ficar tudo embrulhado. Eu não tinha ganhado muitas coisas, mas um dos meus presentes era do meu pai, era grande e pesado. Pelo formato e peso eu suspeitei que fosse um laptop. Balancei e vi que poderia muito bem ser um laptop, mesmo porque há tempos meu pai queria me dar um laptop. Fiquei no achismo, pois não abri, mas mesmo assim agradeci meu pai. Eu sabia que se eu abrisse o presente iam cair matando em cima de mim e do meu pai. Fora que o materialismo já estava no ar né.
Mas meu pai ficou meio triste por eu não ter aberto meu presente e eu tinha reparado. Depois meu primo veio me perguntar o porque de eu não abrir e eu contei. Ele entendeu e até me deu razão mas comentou que meu pai tinha ficado um pouco triste. Então eu resolvi abrir. Eu não queria ver meu pai daquele jeito no Natal.
Hunf, não foi nada além do que eu esperava.

"NOOOOSSAAAA! UM LAPTOP. QUE CHIQUEEEE!"
"UAU, EU TAMBÉM QUERO UM DESSE...."
"AWE PAIZÃO HEIN, ESSE É PODEROSO!!!!"


Porque o Natal é feito por Presentes?

Tem pessoas que na mesma noite passam em 2 casas para passar o Natal com a família por parte de pai e parte de mãe. Mas até hoje eu só vi as pessoas saírem para o outro natal depois que recebem os presentes. Porque não sai logo depois da mini reunião dos abraços? Deixa os presentes lá, depois pega. Ninguém vai roubar não. Quem sabe não da tempo de pegar o momento dos abraços na outra casa? Mesmo que estejam esperando, vai antes. Passe mais tempo com sua família.
A gente passa tanto tempo longe da família e quando está todo mundo junto você olha mais para o seu presente?
Não seja enganado pelo Natal nem pelos presentes.

No dia seguinte, eu estava na casa do meu tio e vi na bancada da pia um abridor de garrafas bem simples feito de madeira de uma churrascaria da cidade dele. Meu tio viu que eu tinha parado para olhar o abridor e me contou um pouco da história do abridor. Eu vi que aquele pequeno objeto representava muito pra ele. Depois relembrou os bons momentos que eu passei na casa dele e na cidade dele na época que eu era criança. Rimos muito e no final ele pegou o abridor e falou assim: "Toma, é seu."
A conclusão eu deixo pra quem ler.

Bom, era isso o post.
Um dos motivos que me davam preguiça de postar mais:
São poucos que leem até aqui.
Abraços a todos e um Feliz Ano Novo.

Horário de formação

Cuspido por Sr. Smurf quarta-feira, 15 de junho de 2011 2 enxeções de saco

Retorno com histórias pessoais, me aguentem.
Antes curte ae:
 

No instituto onde frequento diariamente, espera-se que tenha aulas nos seus respectivos horários, seriam eles, 3 horários entre 7:30 e 10h, intervalo de 20 minutos, depois mais 3 horários ate 12:40h. Logo, acordo cedo, vou para essa instituição e espero receber essas 6 aulas; Mas eles sempre tem algo para inventar, sacrificando assim, algumas aulas, claro, tudo por um bom motivo. Resultado: perdi duas aulas para uma "aula de convívio social", ou formação, sei la, não sei como explicar isso. Como vocês, leitores, já viram aqui no SV, minha sala é super entrosada(ironia), link, então foi supimpa.

Bom, no começo disseram para participarem sem nenhum preconceito da dinâmica, para não irem tipo "po, que coisa chata" antes mesmo de fazer, ok, vou fazer e depois criticar então, e aqui estou, escrevendo o post... Então que comece a dinâmica, primeiro todos se sentaram e formaram algo similar a uma circunferência, recebemos cada um uma folha, escrevemos o nosso nome nela, embaralharam as folhas e depois distribuíram, e cada um com a nova folha, escrito o nome do seu coleguinha, escrevia uma qualidade(que eles julgaram ser sempre positiva, e desconsideraram as qualidade negativas...), segunda parte do "jogo", cada um dizia o quem era a pessoa do papel, e o que elas disseram sobre a mesma. E quando a uma não conhecia a outra, ou não gostava da outra, falava, "gente boa", putz, só tinha gente boa lá, e eu quase não acreditei no tanto de gente boa lá na sala, alguns de fato não se conheciam(estamos na mesma sala durante uns 6 meses), mas outros...
Antes de dizer como foi a outra "brincadeira", vou falar o que eu esperava do dia, eu estava já preparado emocionalmente para as duas aulas que se perderam, tá, de certa forma não se perderam, apenas foram adiadas, mas tenho comigo um pensamento, que já foi apresentado no post do link acima, "todo o direito depois de imposto deixa de ser direito", ou seja, antes de iniciar a dinâmica, poderia ter perguntado a todos se alguém não queria fazer..., mas como eu já disse, "fui sem preconceito", mas a certeza de que seria ruim eu tinha, KKKKKKKKK.
Aff, antes que o post fique muito grande com os meus "mimimi's" vou falar a segunda brincadeira/dinâmica, poxa acho que aquilo sim foi o pior, o povo se espalhou pelo espaço, e deitaram no chão e descansarem, e ai veio o golpe baixo, antes vou explicar umas paradas aqui que eu já havia lido em algum lugar.
Bom, não vou explicar muito bem porque não me preparei para esse post, o lance é que antes de dormir, ou ate mesmo acordado, quando você "viaja", e nem percebe o tempo passando, esse é o estado alpha de frequências cerebrais, que também pode ser atingido com um descanso e um música no fundo, esse estado é muito bacana  e talz, o problema é que no caso de hoje, tinha um professor falando umas paradas para induzir ao estado alpha(até de boa por enquanto, porque é apenas meditação), mas ai ele começa a falar sobre as crenças dele, sabe, o deus dele e tal, e nesse estado "viajando" você esta suscetível a receber qualquer mensagem e apenas aceita-la. Acho errado isso, induzir uma meditação para depois falar algumas mensagem de opinião pessoal, claro,sempre miscigenando a paz, para que associássemos  a algo bom...

Resultado de toda a equação, "perdi" duas aulas, e quase fui induzido com a crenças de um cara la.
E como atualmente escola não necessariamente é para ensinar as matérias acadêmicas, então eles fizeram como no script...

Ahh, só não vou falar muito alto para não desanima-los, mas esse lance ai de socialização não deu muito certo não...

Feliz dia da mentira!

Cuspido por Sr. Smurf segunda-feira, 6 de junho de 2011 4 enxeções de saco

  música do post:
 

 Bom, é obvio que hoje não é o dia da mentira, mas isso não causa confusão porque você sabe disso.

Agora, se disserem algo falso sobre algo que você não conhece, logo, você acreditará. Ou seja, mentiram para você. Por exemplo:
Quando você está estudando, parte-se do pressuposto que aquilo que você está lendo é verídico, ou seja, verdadeiro, de acordo com o que realmente acontece. Já pensou caso o autor daquele livro queira fazer uma “pegadinha” com você, e colocasse informações distorcidas de forma proposital? Isso seria mentira, o que quero dizer aqui é que com a mentira nada, e ninguém evolui. Faz parte do acordo social o “não mentir”.
Enfim, acredito eu que as pessoas podem mentir devido a diversos motivos, dentre eles:
  • Quer enganar alguém de algo.
  • Tem medo de se impor.
  • Quer parecer belo perante os outros, ou seja, vende uma imagem distorcida de si, para que seja aceito no meio em que está presente.
  • Alterar alguma situação para que seja favorável para si.
Sei la, só lembrei desses no momento. Sabe, mentir pode ser até uma saída “fácil” para os problemas, mas paradoxalmente, é mais difícil de ser processado pelo cérebro, além de conhecer a verdade, a pessoa tem que pensar de forma rápida em uma outra historia, e tem que reproduzir isso como se fosse verdadeiro, claro, não sai perfeito, mas de modo geral, as pessoas conseguem enganar as outras facilmente. Já até tentei aprender a descobrir quando uma pessoa está mentindo, consegui aprender, mas não sei se foi o melhor para mim, sei que caso eu não tivesse aprendido hoje eu seria alguém menos cético, porque depois eu comecei a perceber o quanto as pessoas mentem, e lá se foi a minha confiança nos animais...
Mentira, a base de nada. Tem uma torre(de ideias, objetos, seja la o que for) apoiada sobre uma base(pressupostamente verdadeiros e existentes), caso essa base seja de mentira, o que acontece? Tudo construído desmorona. Isso também ocorre nós relacionamentos.
Uma dia você conhece alguém, e começa a admirar a mesma, e depois essa pessoa retira a máscara que usara por todo esse tempo, e logo você percebe que toda a sua admiração era baseada em algo que não existe, você admirava, de forma sincera, apenas a máscara, e depois de retirada percebe que a pessoa não era nem perto daquilo que ela mostrava ser...

E quando a base da amizade é verdadeira, por mais que as pessoas briguem e se afastem entre si, elas ainda assim continuarão a se respeitar.
Mas acredito que de todas as mentiras, as piores são aquelas que a pessoa mente para si, o cérebro é tao incrível que quando gerado uma mentira para si, a pessoa torna aquilo real e válido para si, e acredita fielmente que aquilo faz sentido. E vale a frase, “Você usa tanto uma máscara que, acaba esquecendo de quem você é.”.
Pesquisando um pouco descobri que a mentira pode ser até considerada uma doença, a pseudolalia, e nesses casos, só psicólogos mesmo.
“Ahh, então quer dizer que o Sr Smurf não mente?” Se eu responder que sim, seria uma mentira, mas são coisas que não causam impacto a outras pessoas, a exemplo do título do post, e brincadeiras inofensivas, desfeitas logo depois de pronunciadas...e de modo algum mentirei sobre coisas importantes, como quem eu sou, só para satisfazer alguém...
E sobre o dia da mentira, não entendo o porque desse nome para esse dia, porque seria tão bom se as pessoas só mentissem nesse dia, mas parece que todos fazem ao contrario, aliás se elas mentissem no 1º de abril isso seria uma verdade? Acho que deveria ser chamado de dia da verdade.
Mas sou esperançoso, e ainda assim acredito que com o passar do tempo, as pessoas vão "amadurecendo", e essas situações sejam mais raras.
Enfim, daqui em diante espere bons post's(e isso não é uma mentira com propósitos meramente de propaganda).

Abraços do Sr. Smurf.

Estava aqui numa tarde lerda, e resolvi postar uma merda!

Cuspido por Sbrabues terça-feira, 17 de maio de 2011 3 enxeções de saco

                                              


Estou a um tempo sem postar, não é falta de motivação. Parece que ninguém esta ai para o que penso e as poucas pessoas que leêm este blog se preocupam mais comigo do que com o que eu penso. Talvez sejam falsas e falam que gostam só pra me agradar. Por mim foda-se, hoje meu dia foi uma merda mas a última meia hora eu me senti tão bem e tão mal ao mesmo tempo.
Me lembrei da minha vida em Goiânia, principalmente dos meus antigos colegas. Passei a melhor fase da minha vida lá, melhes momentos, melhores companhias, melhor infância. Me lembro da minha Escola Logosófica Gonzalez Pecotche, do meu futebol do Goiás F.C., do cara do Escolar, dos meus amigos de rua, da minha namoradinha, da família que eu tinha...

É impressionante como as lembranças as pessoas marcam a gente. Esses pirralhos eram tanto para mim. Eu gosto tanto da vida que eu levava. Queria tanto poder conhecê-los melhor sabendo o sentido da palavra "amigo". Queria tanto poder compartilhar mais coisas com eles. Se eu soubesse eu teria dado mais valor, teria tido mais respeito. Passei tanto tempo junto deles. Momentos de brincadeira, momentos de fome, momentos de roubar o brigadeiro quando a luz estava apagada, momentos de brincar de animal, Street Fighter, Pokémon, reclamar que interromperam o DBZ por causa de 2 prédios. Teria sido tão mais legal se eu pudesse ter crescido onde era pra eu crescer, morar onde era pra eu morar.

Me lembro que roubei a Staryu, daqueles pokémon da caçulinha, do Bernardo.
Me lembro que o Juliano era o mais rápido da sala e o Eduardo era o 2º mais rápido.
Me lembro que só eu sabia o que era um hadouken.
Me lembro que o Lucas adorava dinossauros.
Me lembro que a casa do Gabriel era a mais badalada.
Me lembro que eu gostava da Caroline.
Me lembro que lemos Marcelo, Marmelo, Martel.
Me lembro que no primeiro dia de aula eu fui vestido de Batman.

Não houveram momentos ruins para mim, porque eu ainda não tinha aprendido as coisas ruins da vida.

Fui tirado disso tudo de um dia para o outro como se isso tudo fosse indiferente para mim. Mas não era.

Voltei um ano depois para o meu paraíso, tive o direito de passar mais um dia lá, com meus verdadeiros amigos. Mas foi diferente, eu já tinha em mente as malícias do mundo, já conseguia ver a maldade nas pessoas. Podia não ser perfeito, mas para mim era.
Porque isso aconteceu comigo? Seria tão melhor. Eu não teria os desprazeres que tive nos outros lugares, minha vida continuaria perfeita. Você não teria que ser falso e ler o SV só pra dar o apoio moral e dar uma de cult. Eu não teria que aturar tanta coisa.
Eu sei que minha vida lá também teria problemas. Mas seriam problemas de um garoto num lugar perfeito.

Leitores do SV muito provavelmente esperariam um post polêmico da minha parte, mas de que adianta se você está cagando e andando pra qualquer coisa daqui?

Feliz, o ditador da "alegria"

Cuspido por Sr. Smurf segunda-feira, 2 de maio de 2011 4 enxeções de saco

Não sou muito de contar histórias pessoais, e até mesmo, as vezes, muito internas...mas tentarei explicar ao máximo para aqueles que não sabem da história.
Quinta passada, na creche em que eu estudo, houve um episódio em que me fez pensar em uma possibilidade interessante, um ditador que forçasse as pessoas a se divertirem.
Bom, vou contar o que ocorreu, mas antes uma música do balacubaco...

E a história começa +- assim:
Lá na creche inventaram de fazer uma 'gincana' com algumas brincadeiras "saudáveis", como por exemplo: empurrar uma bolinha de ping pong apenas assoprando...; entrar umas 30 a 40 pessoas em uma kombi ao mesmo tempo...; e alguns outros até mais interessantes, como tirar nota máxima em alguma prova acadêmica durante determinado período. Não colocarei fotos aqui para não expor as pessoas.

Cada sala representava uma equipe, e ao longo de um 1 mês inteiro(eu acho) iam acumulando pontos para um determinado prêmio.
Então na quinta passada seria dedicado três horários para a gincana, com todas as equipes/turmas, ou seja, teria os três primeiros horários com aula normal, e os últimos três seria a gincana. Bom, como toda competição entre equipes, o normal é que os integrantes das equipes tenham uma harmonia, e um pensamento coletivo, que eles realmente integrem o grupo, em outras palavras e sem redundância, que seja uma equipe unida. E a equipe, nesse caso, se traduz como a sala, a minha com 34 alunos...

Pois bem, quinta feira eu chego na sala e vejo umas 15 pessoas, aproximadamente, comigo, 16...
Agora você me pergunta: "não eram 34?". E digo, sim, eram 34 pessoas na sala, e continua sendo 34 pessoas na sala, mas apenas 16 foram quinta feira para a aula. Ou seja, a equipe não era unida!!! Bom, digamos que você esteja em uma equipe para competir, e metade dessa equipe não compareceu ao 'jogo', qual a sua vontade? De mudar de equipe ou sair dos jogos claro. Porque você irá se sacrificar em algum jogo por pessoas que não fazem o mesmo? Eu vendo que esse lance de gincana era furada, durante o terceiro horário me dirigir ao coordenador para solicitar minha dispensa no dia, para que eu fosse para a casa. E ele me respondeu que naquele dia, em especial, só aceitava a autorização escrita na agenda, e eu insisti, perguntei se nem ligando para minha mãe ele me liberaria, e ele respondeu algo curioso. "Hoje não, porque caso eu deixe você se dispensar com a autorização da sua mãe pelo telefone, então passarei o dia todo conversando com diversos pais pelo telefone, para que liberem seus filhos", para você perceber como a gincana estava fazendo sucesso...

Então, de certa forma, eu fui obrigado a ficar no colégio, e me dirigir ao local de provas das gincanas, o ginásio.
Lá começaram as provas e tal, e durante muito tempo não foi necessário minha participação na equipe, e eu também não queria participar...ahh, esqueci de comentar, 16 foram para a aula, e no ginásio foram apenas 15 pessoas, alguém conseguiu sair daquilo...enquanto isso o povo estava la brincando e tal, e eu no meu canto, contando o tempo para ir embora, para almoçar, pois estava com fome também, mas isso não importa. Então.......teve uma brincadeira que necessitou de 15 pessoas, e eu e um cara lá, se recusava a ir, acabou que nossa turma não participou. Agora você diz: "culpa sua! Se você tivesse participado, sua equipe teria brincado", e é só ler o texto novamente para perceber que não foi exatamente assim. Porque tinha 15 pessoas presentes? porque metade da sala não estava la!! Ahh, mas você pode ate dizer, "as pessoas podem ter faltado por motivos pessoais...", sim, talvez 1 ou 2, mas convenhamos metade da sala faltar em dia diferentes, é porque tem coisa ai...e outra, no dia seguinte teve uma prova acadêmica e quem diria mais de 30 pessoas compareceram!! Interessante, talvez o motivo pessoal da galera não tenha sido alguma doença....trágico.......

Bom, nesse dia eu pensei, "se a gincana fosse totalmente optativa?", então só iriam estar presente quem quisesse participar, criando uma boa competição, e também fiquei pensando "porque o coordenador não me dispensou?"...e foi ai que pensei como seria um ditador da alegria, porque, de certa forma, eu estava sendo forçado a me divertir, em principio a gincana era pra ser divertida, claro...

Depois eu percebi que tem coisas que são ditas como um direito da pessoa, como votar, e participar da gincana, que depois de imposto deixa de ser direito...A maioria das coisas que são impostas eu vejo com maus olhos, assim como a imposição do "direito" de votar, como você não pode recusar um direito seu? Então isso só pode ser dever...
Todo o direito depois de imposto deixa de ser direito.........
Já pensou, que ridículo, alguém lhe mandando brincar, ou se divertir!??
Segunda a wikipédia, "Ditadura é a designação dos regimes não-democráticos ou antidemocráticos, ou seja, governos onde não há participação popular, ou que essa participação ocorre de maneira muito restrita."
Eu não tive a opção de me ausentar do local....

E o pior é que ainda tem gente que faltou no dia e ficou com raiva da minha não participação na equipe, faz me rir.

Fiquem a vontade para criticar...


Abraços do Sr. Smurf

O que quero, ou devo querer para o futuro?

Cuspido por Sr. Smurf terça-feira, 12 de abril de 2011 6 enxeções de saco

Bom, após uma breve pausa de 1 mês do SV, estamos aqui de volta.

Hoje irei falar de algo bem filosófico, como por exemplo: 'qual o nosso objetivo de vida?'
Antes vamos a música do post:
Nothing Else Matters na versão da banda apocalyptica:


Enfim, vamos ao que importa...
Um dia desses eu fui indagado no colégio sobre quais eram minhas metas para esse ano de 2011, fiquei meio sem saber o que responder, porque isso é, de fato, uma pergunta muito profunda. Quando me fizeram essa pergunta, eu estava na sala de aula, e na presença de todos, e eu pensei, "o que quero para 2011?", a resposta pra mim é um pouco simples, mas para muitos parece besteira, eu respondi "continuar vivo"(isso sem ligações com aquela tragédia na escola do Rio, fiquei sabendo disso no mesmo dia, no final do dia). Como era de se esperar, pela resposta simples e singular, todos riram, tipo, 'como assim?', e nisso ate a pessoa que efetuou a pergunta também ficou surpresa com a resposta, então insistindo perguntou novamente, "mas assim, o que você quer para esse ano?", novamente pensei e fiquei sem resposta, quando fui interrompido pela mesma,  e esta respondeu o que esperava de mim como resposta, "bom, eu como 'aluno' quero para o final do ano, passar de ano, passar no vestibular, passar no concurso, conseguir um emprego, enfim, isso que eu quero para o ano"

Eu realmente não sei se é isso que devo querer para esse ano, porque uma pergunta como "o que você quer para esse ano?" é como se perguntar "qual o objetivo da vida?", e eu não sei qual é o objetivo da vida, logo, fiquei sem saber o que responder.
Será se a resposta da felicidade estar em passar no vestibular? ou ate mesmo passar em um concurso?
Isso me lembra o filme "À Procura da felicidade"
Essa é a última cena do filme, que depois que o 'Pai' consegue emprego, ele consegue a felicidade, e assim pode passear com o seu filho tranquilamente, sem preocupações com o dinheiro.
Mas no filme, o personagem só consegue ficar feliz depois de conseguir um emprego...

Assim, eu não sei se eu quero passar no vestibular, passar em um concurso, ficar rico, ou se é apenas a sociedade que quer que eu queira isso, porque isso parece que são valores que já foram embutidos em nossa mente, que para sermos felizes temos que ser realizados financeiramente...

Em contraste a isso, no filme "Tempos modernos", ao meu ver, o charlin também está procurando a felicidade, tem até um momento do filme em que ele acha que a prisão é um bom local, porque la ele consegue viver 'feliz', ao ponto de vista dele. O que quero dizer é que o algo que traz felicidade é algo individual a cada ser, ou seja, o que me deixa feliz, não necessariamente lhe deixará feliz também.
Olhem a última cena de "Tempos modernos", é até semelhante a cena acima...





Mas nesse caso, Charlin está sem casa, sem emprego, sem dinheiro, e está feliz apenas com a companhia de uma mulher, que parece ser o "par romântico" dele no filme.
Quero dizer que, cada um, por mais que viva na mesma sociedade, pode querer coisas diferentes, e ser realizado com coisas diferentes. O objetivo muda de pessoa para pessoa, e eu acho isso bom, já pensou, 'todos querendo a mesma coisa?', que chato seria né?

E nos meus próximos post's estarei divulgando blogs que apareceram esse ano de uns amigos, e espera-se que esses blogs postem coisas boas...
Tá ai, recomendo o Blog do Tsolakis.

Abraços do Sr Smurf


Mascote Inusitado

Cuspido por Sr. Smurf terça-feira, 8 de março de 2011 8 enxeções de saco

Opa, cheguei para movimentar o Shampoo Volátil!! Na verdade, quem chegou foi o Mascote do SV. Sim, agora o Blog tem um mascote... Já até escuto:
 -Que bacana! Que legal! Que divertido! Supimpa.....
Enfim, só que ele é meio diferente dos mascotes que vocês devem estar acostumados(ou não). Ele é uma árvore!!! Sim, mas na versão de um bonsai. Ainda não tem nome, já escutei diversas recomendações e tal, mas nenhum tocou-me no coração. Está ai, a imagem do novo integrante do SV!!

Coloquei uma plaquina "Shampoo Volátil" só para fazer um link ao blog, mas eu sei que eu poderia ter escrito algo mais inteligente, enfim, vou inovar nas próximas vezes.
A historia dele é simples, um dia ele brotou no meu quintal(não tenho quintal), então eu o levei até o meu porão(não tenho porão), logo depois para meu laboratório(isso eu tenho), e agora estou a cuidar dele.
Estou com certas dificuldades, nunca tinha cuidado de um bonsai, estou lendo, pesquisando, perguntando. Parece que tenho que trocar essa terra, chamada de "comercial", eles(eles quem?? os gnomos do meu quintal) plantam o bonsai/arvore em um terra 'boa' e depois para preencher o vazo eles colocam qualquer outra terra, sem se importar se é boa ou não, por isso já estou procurando trocar a terra.
Fiquem a vontade de me dar conselhos como cuidar...
A história dos bonsai até que é bonita, tem um lance de procurar a fonte da vida e tal, mas não vou transcreve-la aqui. O bonsai é uma árvore reduzida, ou seja, também precisa de carinho entre outros...hahaha.
Já tem ate um pouco de musgo, tive que ir atrás por ai, foi divertido...
Bom, eu acredito que poucos blogs tenham um mascote, e mais ainda, acredito que existam pouquíssimos, ou nenhum mascotes árvores, aliás, até existe 'mascote-árvore', mas é uma 'árvore-animada'. Nesse caso, é, realmente, uma árvore, na versão de um bonsai. Ainda estou pesquisando, e o pouco que sei é que é um cipreste, uma conífera, e só....eu acho.
-----------------------------------------------------------------------
E aproveitando que hoje é dia das mulheres, feliz dia das mulheres, para todas as fêmeas da espécie.
e aqui vai a música do post:

Ei, até que vocês poderiam comentar sobre as músicas daqui, porque as vezes me parece meio deslocadas do post e do tempo. Esse lance de músicas antigas é uma tentativa de fuga da realidade, prefiro nem comentar sobre as músicas atuais.
---------------------------------------------------------------------
E mais uma coisa, hoje é meu aniversário, aee, que legal, bacana, uhuuu, joinha, só.

Abraços do Sr. Smurf

Um post pra Novacap

Cuspido por Sbrabues sexta-feira, 4 de março de 2011 7 enxeções de saco

Olá garotada, vocês podem estar estranhando um pouco o SV nos últimos dias. Ele está passando por mudanças mas creio que todos se acostumarão! Para seus ouvidos eis Foghat


Para quem mora no DF e já leu jornal ou assitiu algum noticiário sabe o que é a Novacap. Para os leigos e desentendidos: Companhia Urbanizadora da Nova Capital. Sem querer me gabar mas uma palavra que eu já cansei de escutar é a palavra: Novacap. Sempre que vou para o escritório do meu pai eu ouço essa palavra algumas dúzias de vezes, não é por menos já que a principal cliente da empresa dele é a bendita Novacap. Pois bem...

A música do post poderia ser "Welcome to the Jungle" visto que nos últimos meses o DF pode descobrir que cerrado não é vegetação rasteira, mas não sou muito fã dessa música embora ela seja praticamente um hino dos gunsistas. A Novacap além desse, tem muitos outros problemas mas antes de colocar em questão o maior problema irei citar a tragédia que aconteceu com o Diretor da Novacap. Tem que ter muito azar mesmo viu? Para os desinformados Carlos Arthur Viveiros da Costa, 58 estava em um carro no banco do passageiro juntamente com seu motorista e uma mulher (não faço ideia quem era a mulher). Eles foram passar debaixo daquele viaduto do Park Shopping e enquanto estavam passando de carro por lá uma pedra com cerca de 4kg caiu em direção do carro. A pedra perfurou o parabrisa e foi direto no peito do senhor. Foi dessa pra melhor (ou não). Nada contra o cara mas ele tinha que morrer mesmo. UM SEGUNDO ANTES QUE FOSSE ele não teria morrido. E ele era até admirado, na empresa do meu pai por exemplo nego achava ele o máximo. Uma pena né? Talvez não pois existe uma suspeita de que a pedra fosse um fragmento do viaduto que estava em péssimas condições. E quem é o responsável pela reforma dos viadutos?
A NOVACAP! Ironia do destino mesmo mas vamos ao que interessa.

Tem mais de 2 anos que a EPTG está passando por reformas para a ampliação da via e eu sempre sabido fiz a profecia de que a obra daria alguma merda, ainda mais sendo uma obra do governo Arruda. O estranho é que eu acertei dizendo que alguma coisa sairia errada mas errei no que sairia errado, mesmo porque ninguém poderia imaginar no que está acontecendo. Como o Basílio, vamos por partes...
A EPTG possuia 2 vias e foi ampliado o número de vias e o número de faixas por via. Juntamente a isso novas passarelas estão sendo colocadas para maior segurança. Embaixo das passarelas localizam-se os pontos de ônibus. O problema poderia ser nas vias ou nas faixas provocando um engarrafamento ou talvez nas passarelas que fossem muito longe umas das outras. Na verdade isso é um fato, as passarelas são realmente muito distantes umas das outras mas o "Problema" mesmo não esta ai e sim nos pontos de ônibus!
Todos sabem que os pontos de ônibus ficam do lado direito da via para que os passageiros possam  entrar nos coletivos. Mas sabidamente a (novamente) Novacap implantou pontos de ônibus nas partes canhotas da pista, looooooogo são pontos inutilizados. Muito burros né? Agora vão ter que tirar os pontos de lá! DEEEEEEERT pra Novacap. Acabou? QUEM DERA MEU JOVEM! Não bastasse isso, mas agora para consertar essa burrada eles estão fazendo um Big projeto que envolve via exclusiva para ônibus e que utilize esses "pontos especiais" com ônibus reformados e exclusivos para tais paradas.

 


Como se não bastassem os R$244 milhões iniciais para a ampliação da EPTG, irão fazer todo esse bailado apenas para darem uma utilidade para os abrigos dos usuários de transporte público construídos no canteiro central da rodovia. Já foi feito um edital de licitação para a compra de 300 novos ônibus com porta especial à esquerda mas esta passando por adaptações na Secretária de Transportes do DF. 
Vamos ver agora qual solução eles darão para a distância entre as passarelas já que tem muita gente que esta se arriscando atravessar a rodovia na cara dura já que as passarelas encontram-se numa média de 1,5 km de distância. Nessa onda talvez eles façam também uma linha de ônibus apenas para tranpostar as pessoas até as passarelas!

Incrível mesmo, só no Brasil o governo toma tais providências e só no Brasil o Linkin Park ganha de Eric Clapton segundo a votação do Rock in Rio.

Congratulado seja o SV

Cuspido por Sbrabues segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011 1 enxeções de saco

Para quem não sabe, hoje o nosso querido e adorável blog comemora 1 aninho de idade. Para um bebê não é nada, para um casamento se comemora bodas de algodão, algo até significativo. Mas para um blog 1 ano é coisa "padedéu". Só quem tem sabe o que é manter um blog, o negócio nem é ser difícil e trabalhoso. É até bem gratificante quando você faz algo super detalhado e é reconhecido por isso. O tenso mesmo de ter um blog é ter saco pra postar e quase ninguém dar a mínima. Na verdade eu poderia ficar aqui um tempão reclamando mas estou aqui para comemorar e não para reclamar. Pelo menos eu e o Smurf estamos muitíssimos felizes com essa data. Por tal motivo decidimos dar um "repaginada" no blog. A gente gostava do visual antigo do SV, mas começamos a acha-lo muito pesado e também né!? Todo dia ver o mesmo layout cansa a vista. Por isso e por enquanto este será o novo SV.

Quem conhece o Shampoo Volátil desde o post da Cream Cracker deve conhecer toda a tragetória do blog e para quem não conhece, marque um café para conversarmos. (que tosco) O Blog sem dúvidas passou por muitos momentos e mesmo depois dessas férias ele vem se fortalecendo e tendo mais estrutura. Vocês ainda não podem perceber, mas até o fim do ano muita coisa vai rolar no SV. Aguardem

(Fim da parte do Sbrabues, começo da parte do Smurf)

Opa, eae, como vai vocês? Provavelmente estão dormindo, porque eu não estou, eu estou trabalhando no blog....agora são 02:16 de uma segunda feira, e aqui eu ganhando meu salário(não sei qual).
De ante-mão já peço desculpas pelos meus possíveis erros ortográficos, não se esqueçam: já passou das 2 horas...enfim, vamos ao que interessa.

O SV está de visual novo, mas é algo que me preocupa, porque....digamos assim, o visual ainda não está 'estável'. Então não prometo continuar com esse, apenas tentarei. E ainda está com alguns pequenos defeitos, podendo até desligar seu computador, nada demais...

Bom, a expectativa desse ano é muito boa, varias novidades e posts interessantes, por exemplo, o SV ganhou um mascote!!! Sim, um mascote, mas isso fica para outro post, apenas posso dizer que é um mascote muito peculiar.

E para não perder a forma do post, aqui vem a música. Eu pensei em colocar 'parabéns para você', mas sei la, achei tosco, então coloquei "Happy Birthday", mentira.
Tá ai, a primeira música mais animadinha que encontrei rapidamente.
MC Hammer - U Can't Touch This



Abraços.

Equipe SV.

Jugo de Naranja

Cuspido por Sbrabues quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 2 enxeções de saco

Eu tinha prometido colocar apenas músicas do AC/DC nos próximos 5 posts, mas não estou muito afim não. Não acho que um Nick of Time seria muito bom para este post, por isso vou colocar algo mais calmo para vocês.




Alguns sabem que nas férias de verão, eu fui para Buenos Aires. Um belo lugar, com muitos estrangeiros e uma culinária espetacular. Eu e meus familiares almoçamos nos melhores restaurantes da cidade. Coisa de rico? Parece quando você paga em pesos argentinos. Uma mesa de 18 pessoas comia muito e para o nível do restaurante, não achei caro não. Engraçado que por lá eu nem falava espanhol. As únicas palavras que eu realmente falava em espanhol eram gracias e jugo de naranja, mas pronunciava juco de laranrra. (such a noob) Depois de uns 2 dois dias na mesma opção do molhador de comida meu tio indagou-me:
-Sbrabues, reparei que você só está pedindo suco de laranja. Os sucos de laranja aqui da Argentina são bons?
Mal sabe ele que eu praticamente só peço suco de laranja. (such a noob)
Pra mim suco de laranja é sempre bom, mas quando ele perguntou isso para mim eu parei para refletir mais no assunto. Percebi que TODOS os sucos de laranja que eu tomei na cidade eram muito bons, não tinham adição de açucar, não eram aguados e ainda tinham gominhos. Não havia um lugar que servia um suco ruim. Laranjas importadas talvez, e através disso pode-se concluir que da mesma forma que a uva, a laranja e qualquer outra fruta possui diferenciação no sabor dependendo das condições de sua produção e dos processos até o produto chegar no seu copo. Mas isso você provavelmente já deve saber.Pois bem.
Comecei a pensar então como seria se as indústrias alimentícias investissem em tecnologias para a fabriação do suco de laranja perfeito ou do suco de fruta X perfeito. É tipo Marcelo D2.

Se existe todo aquele trabalho encima da uva para a fabricação de vinho, porque não fazer um suco de qualidade? É claro que não poderia ter conservantes e tal. Uma coisa natural lógico, e mesmo que um suco desse custe 100 reais. Eu pago. Pagaria se fosse rico né. Mas as pessoas que tem bom senso e o pé no chão sabem que seria muito difícil uma empresa conseguir algum tipo lucro com isso. Um vinho não tem problemas de estragar e tudo mais, já as frutas que dariam a origem a esse suco não teriam um tempo de vida muito longo, mesmo porque teriam que ser preparadas em um tempo X, imagino eu. Outro motivo é porque isso seria um suco.
-HM? Um suco?
-É! Um suco!
Me admira muito você que sabe ler e não sabe que o suco não é uma preferência mundial. As pessoas hoje em dia tomam suco apenas para se afirmarem saudáveis, mas poucas por preferirem o sabor de um suco. Então eu meio que fico indignado com isso. Porque as pessoas preferem uma bebida alcoólica a um saboroso suco ou um mocha.
Sei que vou ser crucificado por muitos neste post mas estou nem aí. Porque uma cerveja faz mais sucesso que um refrigerante? Porque um vinho faz mais sucesso que um suco? Porque um whisky faz mais sucesso que um café?
Não será de muita importância mas direi o que penso sobre as bebidas alcoólicas.
Para mim a bebida alcoólica é uma das coisas mais estúpidas do mundo. Não existe vantagem sobre isso, isso não te traz nenhum benefício e o mais importante...é caro!
 Tem gente que diz assim:
-Ah, eu fico alegre quando bebo cerveja.
Então você é um infeliz que não tem motivos nenhum para estar alegre em sã consciência.

-Gosto de licores com gostinho de laranja.
Sabe o que tem gosto de laranja? A LARANJA JUMENTO!

-O meu negócio é ficar bêbado! Me sinto o máximo.
Sem comentários para isso, não quero ofender a mãe de ninguém

-Se eu beber posso entrar naquele grupinho...

-Tenho que acompanhar os amigos né?
Você não deve fazer muita diferença no mundo seu Maria vai com as outras.

-Minha mãe viajou, bora lá no Bar!
Se você já disse isso, nunca me dirija a palavra.

Beber te faz perder a carteira de motorista, te faz falar merda, te deixa pobre e é feio. Ainda mais quando você é uma mulher. Tenho nojo de mulher bêbada!

Já teve um cara que me chamou de "nerd cabaçin" alegando que eu não fazia as mesmas coisas que ele. Quem dera viu, quem dera. Já fiz merdas e me arrependo. Fiz merdas até "melhores" no ponto de vista desse tipo de gente. Nunca contei  e nem mostrei pra ninguém, mas não tenho medo dos outros.





Estas fotos foram no Reveillon de 2008/2009 e acredite, eu estava nele! E ai nem tem todas as coisas da "festa". Eu só não fumei! A única vez que eu tomei alcoól que nem um babaca.
Agora a experiência? UMA MERDA! Só dormi e pronto. Não vi nada demais nessa bosta. Uma festa de R$1000,00 reias me fez...dormir WWWOOOOOOOOOOOOOOOOOWWW!!!

Então esses dias achei uma "resposta" do porque as pessoas tomam bebida alcoólicas. Vi um cara dizendo que ele e os amigos dele tiveram a "brilhante idéia" de criar o álcool incolor,inodoro sem gosto em pó! Eles tiveram essa idéia para acrescentarem teor alcoólicos em refrigerantes, sucos, cafés e blablabla. Isto servirá para que? Ficar bêbado apenas né!?

Então aqui não fica uma resposta mas sim uma pergunta, mesmo porque quero saber o que o álcool tem de bom! Se você bebe, pra que você bebe? Te traz tantas coisas boas assim?
Minha intenção não é fazer uma campanha contra o álcool nem coisas do tipo, mas eu sempre me pergunto o que isso tem de tão legal!

Como atender a uma ligação telefônica

Cuspido por Sr. Smurf sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 4 enxeções de saco

Triilililililililiilililii..........................Triilililililililiilililii...........................Triilililililililiilililii........................Triil..
- Alô(?) -você atende.
- Alô -responde a pessoa que ligou.
-Quer falar com quem? -você pergunta.
-Com quem estou falando? -a pessoa retorna com outra pergunta.
-Quer falar com quem? -você insiste.
-Com quem estou falando? -a pessoa também insiste, agora já irritada.
-Com quem o(a) Sr.(a) quer falar? -você fala com calma.
-Com quem eu estou falando? -já, realmente, muito impaciente.
Você desliga o telefone, e vai fazer qualquer outra coisa da vida.

É assim que me inspirei para esse post, eu fui o "mal-educado" que desliguei na cara da outra pessoa. Isso já aconteceu comigo pelo menos umas 3 vezes ou mais...então, eu pensei se o problema de comunicação era comigo ou não. Depois cheguei a seguinte conclusão:
Ela (a pessoa) foi quem ligou, logo, ela é a parte mais interessada da relação(até começar a conversa propriamente dita).
Se ela ligou, então ela que quer falar com alguém...

Vamos às possibilidades, eu poderia ter evitado o "confronto" dizendo o meu nome, que é Smurf, e então a pessoa confirmaria que era realmente eu quem ela procurava, ou perguntaria se "fulano está?", o que perde totalmente o sentido dela perguntar o meu nome, poderia apenas pular para o "fulano está?", então eu poderia confirmar se era 'eu' ou se 'fulano' está ou não.
Então você se pergunta, "mas não é a mesma coisa?", e eu digo, "não", na primeira situação, eu falo o meu nome e me exponho, e na segunda não, e o resultado é o mesmo.

E você pensa, "po, Smurf, você é tão hipócrita, não quer falar seu nome para não se expor, em compensação tem: yorgut, tweeeeet, bookface, coldmail, nsm, yahuu, entre outros que você se expõe bem mais que apenas um nome..."
E reflito sobre isso...nos meios eletrônicos, às vezes não parece realmente que você está se expondo e no telefone a voz de uma pessoa pode dizer bem mais do que um yorgut ou qualquer outra coisa, pode-se perceber na voz se a pessoa está triste ou feliz, mentindo ou não, confusa sobre algo, preocupada. Por isso é mais fácil responder a algo apenas com um gesto com o rosto e tal.
E você argumenta, "de qualquer jeito você tem que falar no telefone", mas uma pessoa triste pelo telefone é como qualquer outra pessoa triste pelo telefone, a partir do momento em que se fala o nome, você já não seria mais um no telefone.
Acho que não se precisa dizer mais sobre o tema, vou apenas resumi-lo.
Você liga e fala o nome da pessoa que procura, independente se acredita ser já a pessoa no telefone, apenas em alguns casos que tenha certeza disso, e já pode iniciar a conversa normalmente.
ou
Você atende e só precisa perguntar "com quem quer falar?"

Em alguns casos acontece isso:
-alô, quero falar com fulano
-vou passar para ele, qual é o seu nome?

Para esse caso, em que a pessoa, que vai levar o telefone ate o seu 'destino', pergunta o seu nome, é facultativo dizer ou não, depende muito da situação.
Fiz esse post com a esperança de que pessoas que ligavam e ficavam perguntando "com quem estou falando",  pergunte apenas se "fulano está?" poupando tempo, paciência, e conta de luz, telefone, infinitas coisas...

-----------------------------------------
Música do post, eu até gostaria de coloca-la no início, para você ler e acompanha-la, mas essa é particularmente bela, e merece um espaço individual.
Telegrama - Zeca Baleiro


É isso, um abraço do Sr. Smurf e volte sempre.
Faça algum comentário

Vida Alheia

Cuspido por Sr. Smurf terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 7 enxeções de saco

Créditos da imagem: James P. Paiva
Aqui estou, desculpe-me pela demora. Eu estava muito ocupado....mentira, estava passeando apenas.

Se liga na propaganda no meio do shopping...
Eu já disse que não mostro meu rosto aqui, porque não sou o 'rosto bonito' do blog, o rosto de propaganda é o Sbrabues... aliás, não deixem de conferir o 'video post' dele, já postado aqui.
Continuemos...


O que me motiva a escrever sobre esse assunto hoje foi um fato que aconteceu hoje em sala de aula.
Após uma tarefa básica no 'quadro negro'(branco ou verde), o(a) professor(a) deu aquela pausa, uma espécie de descanso, e conversou um pouco com os alunos sobre outros assuntos a margem da matéria, nada contra isso, apenas penso sobre os assuntos.
E como somos brasileiros, espero eu, do nada surgiu o assunto sobre futebol, que é um assunto "universal", universal não sei pra quem, porque não me apetece tanto quanto os outros, alguns diriam até que não sou um verdadeiro patriota, enfim, não quero discutir isso. Logo depois, já estavam falando sobre a aposentadoria do Ronaldo, e discutiam com gosto...
          -Vocês viram o motivo pelo qual o Ronaldo aposentou? E ainda mais, pelo qual ele engordou nos últimos anos?
         -Vi sim, hipotireodismo! Mas ele poderia ter tomado os remédios contra isso sem ser considerado 'doping'...- respondeu um aluno.
         -Sei la, talvez ele nem tenha hipotireodismo, talvez ele tenha outra coisa...-disse o(a) professor(a)
         -Drogas(ilegais)?-indagou um outro aluno.
         -Não, ele não tem cara disso, quem usa drogas é o Adriano.

Isso foi o melhor que conseguir lembrar da conversa.
Agora vamos para o meu ponto de vista...O QUE DIABOS ELES TÊM A VER COM ISSO?
Sei la, amigos, mas tipo, ele(a) diz que um cara não usa e outro usa drogas, enfim, fala sobre a vida alheia como se isso realmente importasse algo. Fala como se o Ronaldo quisesse esconder algo, alías, quem não quer esconder algo né? Deixa o cara esconder as coisas dele. Ele apenas pode ser julgado pelo seu trabalho.

E sobre as drogas, não entrarei nesse assunto de forma profunda, mas apenas digo que se a pessoa passou por um teste anti-doping e foi 'aprovado', significa então, que ele não usa drogas ilegais enquanto trabalha. E ainda mais, não acredito que alguém fique indagando se algum professor usa drogas ou não, e ainda afirme "eu acho que...". Pra que, gente? Pra quê?

Isso faz me lembrar de um programa, no qual você apenas tem que discutir sobre a vida dos outros, sim, apenas discutir sobre a vida dos outros!! Chega cheio de alegria dizendo, "aquele cara fez uma brincadeira de mal gosto", "aquela mulher beijou outra!", ou diz, "fulano passou a noite acordado". E porque será que esse programa faz sucesso? Resposta fácil, a população adoooraaa falar da vida alheia.

Fico triste em saber que tenho alguns professores que vê tal estilo de programa, mas apenas os julgo de acordo com o seu trabalho, até porque discutir se alguém vê ou não um tipo de programa é apenas outra forma de falar da vida alheia. E cada um tem a liberdade de vê-lo, apenas indago 'pra quê?' Se pelo menos houvesse um retorno direto na vida de cada um...
--------------------------------------------


Música do post:


Abraços do Smurf

8 de fevereiro

Cuspido por Sr. Smurf terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 1 enxeções de saco

Pessoas do bem, como estão vocês? Não importa, o importante é que o SV está de volta ao trabalho.

Durante as férias, eu viajei, pensei logo, "como ficarão as pessoas que esperam post's novos?", depois percebi, "que pessoas, não tem ninguém aqui esperando post novo", minto, até que apareceram 2 ou 3 pessoas, contando comigo, claro.
E a outra pessoa foi o Dórea, que fez um bocado de propagandas pelo SV, e para aqueles que não chegaram a ver essa publicidade e não sabem o link do blog dele aqui está (recomendo, não estou zuando)

Outra coisa, ja recebi varias cartas dizendo, "e os outros trutas da quebrada, onde estão, e quando vão postar?"
Pois já me adianto aqui, solicito aos trutas do SV para que postem algo até o aniversário do blog(considero como se fosse o dia do primeiro post), caso contrario, os mesmos serão...digamos assim...KICKADOS, essa palavra é até interessante, pois é um...eu nem sei definir o que é, talvez um verbo em inglês conjugado como se fosse em português, enfim...
kick =chutar
seria como "chutado", mas ficou "kickado", enfim...
Não quero 'kickar' ninguém, peço apenas que participem do blog ativamente.




música do post:

Esse post não tem nenhuma mensagem de especial, é como um "espreguiçar", onde você apenas se prepara para o que irá vir, sem um objetivo certo. Então, eu queria apenas dizer para continuarem lendo, que agora o SV está com o gás todo.

Para não dizer que esse post todo foi uma perda de tempo, então uma "noticia" que fiquei sabendo hoje, direcionado para as pessoas que fazem, atualmente, o 3º ano do ensino médio. Não dá mais para entrar no meio do 3º ano na UNB, não dá sem que você tenha completado o ensino médio, ou seja, não vai ter mais aquelas festas para aqueles que passavam do meio do 3º ano e iam direto para a universidade.
Parece que a mudança exige que o aluno complete 70 ou 75% do 3º ano, que seria +- até outubro, antes de entrar na universidade,  ou seja, as datas não batem com o vestibular do meio do ano.
Sim, trágico...

Peço desculpas pelos erros de ortografia no texto, mas estou meio sem "paciência" para corrigi-los todos agora.

Obs: estava sem idéia para titulo, então deixei com a data de hoje.

Abraços do Sr Smurf.

De volta do reexcesso

Cuspido por Sbrabues sábado, 5 de fevereiro de 2011 1 enxeções de saco

(Antes de tudo saiba que este post estava pronto e a BELEZA do Blogspot me fez o favor de apagar TUDO. Se eu soltar algum palavrão saiba que não foi pra você, e sim pro Blogspot)

É com muita alegria que venho anunciar a volta do Shampoo Volátil, bacaninha como sempre, bem humorado como nunca. Após um breve intervalo de 1 mês, eu e o Sr. Smurf estamos de volta pra fazer suas tardes entediantes mais infelizes. Estamos com muitas ideias boas para dar um UP no SV e pretendemos realizá-las pelo menos até junlho.
Como é de praxe as músicas do post continuarão, entretanto nos meus próximos 5 posts irei apenas colocar músicas de um banda só. Como é do conhecimento de todos, eu gosto muito de AC/DC e nessas férias eu e meu primo ( que também gosta muito de AC/DC) tivemos uma certa overdose de AC/DC.
Era AC/DC em casa, AC/DC enquanto jogava Baldur's Gate, AC/DC enquanto assistia TV, AC/DC enquanto andava de carro, AC/DC enquanto viajava pelas Minas Gerais, AC/DC em Buenos Aires, AC/DC na mina de ouro, enfim... AC/DC em todo canto. Mas a banda sofre de um grande problema, os posers. A sorte é que depois da criação do Guitar Hero, o AC/DC perdeu o podium de banda com mais posers pro Nirvana e Guns'n Roses. Se você curte AC/DC se deu bem, se não gosta se deu mal e se você é um poser... se deu mal também pois aqui não terá as músicas que você conhece    (Back in Black, Highway to Hell, TNT...)


To num jejum de 1 mês mas não posso deixar de fazer fofoca velha e citar nosso ilustre novo presidento, a Dilma. Devo confessar que no início eu não ia muito com a cara dela, mas quando vi que ela era bem durona e mandona passei a gostar. Daria uma boa ditadora, porque brasiliero é tudo preguiçoso mesmo, é pé na porta e joelho na cara. TODDY BRINKS! Ainda não fui muito com a cara dela, só espero que ela não faça merda. Em janeiro a revista Veja fez um edição especial com 547635786658 páginas sobre ela. Acho que nunca ri tanto lendo uma revista. Os caras daquela redação são muito fodas mesmo (não foda de bom, foda de FODA mesmo, nego é muito sem noção). Tavam zoando geral, não perdoaram ninguém, falaram dos novos ministérios e das mulheres, todo aquele papo "fenimista" e sobrou até pro príncipe da Espanha que estava "de olho" na mulher do Temer.
A única coisa que tem de novo mesmo são os ministérios, porque o pessoal é quase o mesmo. A antiga secretária-executiva do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), Miriam Belchior, é a nova ministra do Planejamento, e o diretor de Normas do Banco Central, Alexandre Tombini, foi indicado para assumir a presidência da autoridade monetária. Também tem aqueles que continuam no mesmo cargo como o Guido Margarina, ministro da fazendo e o Luciano Coutinho vai permanecer no BNDES.

Com um presidente mulher ninguém tinha dúvidas de que alguma atitude feminista seria tomada. Por isso a Dilma teve a grande idéia de criar uma Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres com status de ministérios. Se vai fazer diferença eu não sei mas eu sei que ela colocou o Dustin Hoffman no comando desse troço.

Só nos resta agora ver no que vai dar, torcer pro Brasil sobreviver até o Lula voltar e ver quem vai ganhar o BBB11.